Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

SNTNELA

Empresta me um sonho

Empresta me um sonho-2018008_960_720.jpg

Olhei para o infinito e perdi me na imensidão do nada, 

não havia inspiração e nem vontade, apenas um enorme vazio,

não sentia tristeza, não sentia alegria,

sentia me em transe, imagino que morrer possa ser assim,

embora sentia vida no meu corpo, não sentia vontade de vive la,

aos poucos, muito lentamente fui voltando a mim,

comecei ouvir vozes baixinho vindas de um lugar distante sussurrando pelo meu nome,

que iam chegando cada vez mais perto, ficando cada vez mais alto,

até se tornaram gritos ensurdecedores, obrigando que voltasse a realidade,

foi então que senti uma leve brisa a soprar os meus cabelos, senti o cheiro das flores,

reparei que o sol, o frio, e a chuva pareciam brigar por protagonismo,

era tempo de primavera, mas que a estação estava lutando por seu espaço,

enquanto eu continuava ali paralisada, lágrimas caíram...

sorri por não saber o porque chorava,

lembrei de uma frase que li rabiscada em algum lugar

"empresta me um sonho"

pensei que talvez este poderia ser o meu mal,

talvez tenha deixado de sonhar, e a vida assim, não tem graça,

sem sonhos não há inspiração, mas é preciso se inspirar para sonhar,

ai de mim! logo eu que queria ser poeta.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.