Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

SNTNELA

Queria dizer que não

Queria dizer que não-839761__340.jpg

O meu coração é um brinquedo em tuas mãos,

quando se cansa de dares a  corda

deixas de lado, e dizes  não querer mais,

sofro, choro, e juro nunca mais te perdoar,

mas basta tocar o telefone, e eu me alarmo,

imagino me em teus braços novamente,

não consigo por mais que queira te dizer não,

sou capaz de passar dias, meses, anos, sem te procurar, 

mas quando voltas, estou sempre disposta para ti,

sou tua e sabes disto, este amor doente que sinto,

me escraviza nos laços das tuas vontades,

um dia talvez me cure, e me liberte,

mas neste momento, só quero que volte.

Se aquele banco falasse

Se aquele banco falasse-338429__340.jpg

 Sentada no banco da praça, observando quem por ela passa,

naquela praça, naquele banco, onde tantas histórias se passaram,

os amigos, as gargalhadas, os namoricos, as brincadeiras inocentes,

Se este banco falasse, se esta praça contasse, os nossos segredos,nossas travessuras,

no banco da praça onde o vi pela primeira vez,

e que mesmo sem saber o que era o querer, já o queria.

Uma adolescente, na descoberta do amor, 

aquele beijo envergonhado escondido atrás da igreja,

o primeiro beijo, velado pelos amigos a resguardar, para que as beatas não vissem,

o começo de um namoro proibido, pelos mais velhos, por nossos pais,

as amizades sinceras, quase uma irmandade, unidos pela idade, pela simplicidade,

da inocência de crianças que cresceram juntas, entrando em uma nova fase, a adolescência.

as festas da igreja, as peças de teatro, os musicais,

as confissões com o querido padre, que nos ouvia os mais inocentes pecados.

Se aquele banco falasse, falaria das nossas gargalhadas, dos nossos sonhos,

Se aquela praça contasse, contaria  o quanto eu fui feliz

 

 

Malabarista de sentimentos

malabarista de sentimentos-1216853__340.jpg

 

Um amor, dois amores e outros mais,

amo a todas e não amo a nenhuma,

hoje amo a ti, amanhã não sei mais,

não se apegue, que eu também não,

vamos curtir o momento,

meu coração é como um cronometro,

e o seu tempo esta acabando,

ontem amei alguém, hoje amo a ti ,

e amanhã certamente haverá outra,

meu coração é malabarista de sentimentos,

permite que entres, não que fiques,

até que eu me desequilibre.

Arrependido

Arrependido-615428__340.jpg

Arrependido , era o nome do lugar,

 quando criança, nas férias da escola,

com a minha vovó santa íamos para lá,

Sem água encanada,

sem energia elétrica,

  no meio de algures

eu não trocava por nada.

Acordava  com o cantar do galo ,

e não reclamava,

tomar banho na bica,

tirar leite das vacas,

com tudo eu me encantava.

Lembro me da braona,

que era a vaca brava,

da vaca xuxa,

 e também da vaca mara.

De noite tinha fogueira,

muitas castanhas assadas

e ao som do carro do meu amigo Hiroshi

dançávamos  na madrugada

e no arrependido

não me arrependo de nada.

 

Espetáculo da natureza

Espetáculo da natureza-1479303__340.jpg

 Com os olhos fixados no horizonte, a mente dispersa, lágrimas rolavam na minha face, sem que eu as conseguisse controlar, lá fora a chuva caia fortemente, ouvia se ela bater contra o telhado, os trovoes e os relâmpagos a rasgarem o céu em um barulho ensurdecedor, meu coração acelera com a incrível atracão da natureza que me amedronta e me fascina, e ao mesmo tempo me envolve com a sua força, sua beleza, o vento que parece perdido soprando em várias direções, o balançar das árvores que baloiçam loucas como os meus pensamentos perdidos naquele temporal, onde o dia parece noite, e todos se escondem e se protegem de tamanha fúria, diferente das tempestades fracas de verão que só apetece tomar banho e brincar na chuva. De repente a chuva se acalma, e ouço apenas o barulho dos pingos que caem das árvores, da casa, e com ela cessa também o meu choro de emoção, como se de uma belíssima peça teatral se tratasse, meu coração se acalma, sinto um sorriso sereno no canto da boca, em um estado de encantamento. As nuvens se abrem lentamente clareando o dia, apontando os primeiros raios de sol, começando assim um novo espetáculo. 

Algemas invisiveis

Liberdade-1090835__340.jpg

 

O vento balança os meus cabelos, e beija me suavemente,

e mesmo sem asas sou livre, e vou para onde quiser,

se tivesse asas, ninguém me segurava,

mas mesmo assim sinto me voar,do meu jeito,

com os pés  assentados no chão e a cabeça no espaço,

sou uma sonhadora, não queira me impedir,

é da minha alma ser livre,

não queira prender me nos teus costumes que são como algemas,

nos teus sonhos, que são como barras de ferro para me prender,

nasci para ser feliz, sigo apenas a razão do meu coração,

porque a razão da cabeça me aprisiona a conceitos, a preceitos,

a histórias que não me dizem nada.

Escrevo o meu próprio caminho, e do meu jeito amo,

prezo a liberdade e te deixo livre,

se partires é uma escolha tua, mas se ficares a escolha é nossa,

porque amar é libertar não prender,

ser feliz respeitando o espaço do outro,

encontrar a felicidade na felicidade do outro,

sem deixar de amar a si mesmo. 

Perdi, quando ganhei.

Perdi quando ganhei.504636_960_720.jpg

Quis conhecer o mundo, seguir novos caminhos,conhecer outros lugares, pessoas, respirar outros ares, e hoje sinto me como um anjo caído, perdido neste mundo de meu Deus, encontrei tudo o que queria nesta minha viagem, e somente com o tempo me apercebi que o tudo que eu queria não cabia no meu pequeno mundo, e que todas as vezes que eu avançava deixava para trás tudo, vezes sem conta, cada vez que ganhava também perdia, receando então voltar ao ponto de partida, onde os amigos seguiram com suas vidas, seus filhos já são mulheres e homens feitos, alguns se quer conheço, tornei me uma estranha entre pessoas amadas, talvez seja paranóia da minha cabeça, e tudo voltará a ser como dantes, a mesma sintonia, a mesma energia, seja como for estarei sempre a seguir em frente, e cada vez que isso acontecer estou a ganhar, e a perder, mas perco apenas  a convivência, porque levo em meu coração todo sentimento, cada lembrança, cada sensação que encontro nesta minha jornada. Se valeu a pena não sei, mas faria tudo novamente, e se  pudesse fazer uma magia reuniria tudo e todos neste meu pequeno mundo, antes que morra de tantas saudades.

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.